Esta é uma versão antiga do documento!


Lacunas de Chromium Browser

Como ativistas de software livre, nos todos desfrutamos de usar a mais recente e melhor software livre, mas nos temos de ter a certeza de que o software que usamos realmente respeita a nossa liberdade. Vários usuários tem nos expressado o seu desejo de correr o web browser Chromium, visto que parece ser software livre, mas ainda apresenta lacunas em variadas formas.

Na nossa investigação, descobrimos que a situação esta a melhorar. Somente a alguns anos atrás, existiam um milhar de ficheiros sem licença que são considerados não-livres. Gracas ao projeto Debian, aos seus relatórios Lintian e aos seus esforços, parece que esses problemas estão resolvidos.

Contudo, por padrao, Chromium, ainda contem uma data de problemas, que são motivo de preocupação para usuários de software livre - mesmo que todo o código fonte esteja licenciado propriamente.

Quais sao os problemas?

Queries para a Google

Por padrão, O código fonte Chromium ainda verifica muitas partes que estao em constante comunicação pela internet com os serviços Google. A quando a construção dos binários de software ?!!“unpatched”!!? , grande parte da sua experiencia neste browser esta ainda sobre o controlo dos serviços de web da Google. Como mencionado no artigo A Quem Aquele Servidor Realmente Serve?,

Software livre e somente livre, quando o usuário esta em controlo e na deveria estar dependente de serviços web the uma terceira entidade. Algum trabalho já tem sido feito para libertar Chromium deste problema, incluindo a remoção de “Google OK”, um webservice plugin Google usado para reconhecimento de voz, depois de descontentamento por parte dos usuários.

Binarios pre consruidos

Por padrao, o Chromium ainda inclui alguns binários pre-compilados para assistir numa maior velocidade de compilação. A fim de ter software totalmente livre, e necessário todo o software ser construído do código fonte. Pacotes não deveriam usar “use_prebuilt” como uma opção de compilação.

DRM e codecs proprietários

Chromium suporta a utilização de DRM (Gestão de Restrições Digitais) como: Widevine DRM, Adobe Pepper Flash, e codecs de terceiros que são não-livres. Empacotadores devem-se assegurar que estes são removidos do código fonte antes da compilação a fim de ser software livre. Desativá-los não e suficiente. E necessário remover esses (suportar e referenciar sobre) da fonte conforme FSDG.

Problemas de privacidade

Enquanto nao especifico a software livre, nos gostaríamos de os usuários controlarem a sua informação privada. Chromium verificou vários reportes de problemas que caso são preocupações, que o tornou inaceitável para o uso com o Tor. Estes incluem problemas prominentes com bugs das proxys que escoam os adereços de IP dos seus usuários, problemas como vazamento do hostname e hardware dos computadores destes, problemas de cronometragem que permite ataques de cronometragem mesmo com o browser em modo “Incógnito”. Usuários de Software Livre deveriam estar cientes destes problemas e trabalharem para criarem remendos ?!!“upstream”!!?assim como nos próprios pacotes se necessário.

WIP (Trabalho em progresso)

Existe trabalho a acontecer para remover os queries para a Google e os binários pre-compilados, assim como o fortalecimento da privacidade do usuário.

O conjunto de remendos chamado degloglificar-chromium, o qual e a combinação de Inox, Iridium, remendos do projeto Debian como exemplos desse esforço.

Defensores de software livre são aconselhados a usar estes conjuntos de remendos e ajudar na contribuição para a sua manutenção, avançando para uma versão independente de Chromium com estas funcionalidades embutidas. Com cada lançamento consecutivo de Chromium, um novo conjunto de remendos tem de ser criado para remover o código ou binários específicos a Google e que afetam a liberdade dos usuários. Tendo uma versão independente garante que ninguém sera acidentalmente forcado a usar software não-livre durante estas atualizações.

Em perspectiva geral

Chromium e também usado como base em vários outro projetos.

Usuários deveriam estar cientes de que o WebEngine QT e baseado no Chromium portanto este também carece dos mesmo problemas. codecs Proprietários e outras anti-funcionalidades deverao ser removidas no momento de compilação para garantir que a liberdade dos usuários e respeitada. Devido a Qt ser um dos componentes principais do ambiente de trabalho KDE e muitas outras aplicações, e ainda de maior importância que este e compilado corretamente, removendo todo o software não-livre para o Movimento de Software Livre.

Tendo em conta as nossas liberdades, projetos de software livre deveriam ter em conta todos os problemas relacionados com as anteriores quando tomar a decisão em que componentes deverão depender.

Temos a esperança de que os vários projetos a trabalhar , no momento, com o código fonte do Chromium o fação respeitando a liberdade dos seus usuários assim como a sua privacidade, tornando a internet mais segura, assim como respeitando a liberdade, de todos.

Licensiamento

Esta e uma obra livre, voce pode redistribuir e/ou modificar, perante os termos de:

A Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License como publicada pela CC (Creative Commons); ou a versao 4.0, ou (a vossa escolha) qualquer versao posterior, ou

A GNU Free Documentation License como publicada pela FSF (Free Software Foundation); ou a versao 1.3, ou (a vossa escolha) qualquer versao posterior; sem secoes nao Invariantes, texto nao Front-Cover, e texto nao Back-Cover.

Créditos

A grande parte deste artigo foi originalmente escrita por Luke .R.